Há motivos para comemorar?

1024 576 Santa Casa de Misericórdia de Pelotas

 

O aniversário de 174 anos da Santa Casa de Pelotas é cercado por diferentes emoções, o que pode interferir no tamanho e intensidade das comemorações. Alegria, comoção, luto, superação e uma série de outras sensações fazem parte deste período tão intenso que a humanidade vive.
O fato em questão é que estamos aqui, no meio deste turbilhão de coisas que exigem o melhor de nós. A adaptação e a força de vontade são praticamente regras a serem seguidas. É como se você não soubesse nadar e fosse jogado no rio.
O cotidiano, neste momento, dos profissionais que trabalham na área da saúde é ser salva-vidas sem saber nadar. É ver a situação fugir do controle, e quando reassumem a posição, celebram como se não houvesse amanhã. Talvez cansados e exaustos, mas com a sensação de missão cumprida.
Comemorar pode não ser a palavra certa para a ocasião, mas admirar, vislumbrar, aplaudir e reconhecer o tanto que os profissionais da Santa Casa de Pelotas se empenham pela vida, é uma atividade nobre.
O orgulho em ser uma Casa de Saúde histórica, com uma arquitetura bela e única que ultrapassa gerações e se mantém através da excelência dos seus serviços prestados à Comunidade, nos faz enxergar o horizonte. Faz-nos viver o presente com intensidade para ser história daqui 50, 100, 200 anos.
Não há como citar a data de aniversário desta Instituição sem falar de estrutura e de pessoas, do concreto e da alma, é assim que somos feitos. Só haverá motivos para comemorar quando as pessoas fizerem isso junto conosco, enquanto isso valorizamos nossas conquistas da forma como podemos e devemos, mas sempre com muito orgulho.
Que este aniversário possa servir como lição para valorizarmos o passado, vivermos o presente e estimarmos o futuro.

 

Vida longa à Santa Casa de Pelotas!

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado.