Equipamento para monitoramento de sedação é adquirido para a UTI Covid

1024 576 Santa Casa de Misericórdia de Pelotas

Pacientes que estão com sua saúde muito fragilizada e acabam por ser intubados, precisam ser sedados para que não haja desconforto durante seu tratamento. Para continuar oferecendo um cuidado de alta qualidade ao paciente, a UTI Covid da Santa Casa está usando um equipamento que destina-se ao monitoramento da atividade cerebral durante a sedação, o que permite que a equipe assistencial possa saber exatamente o nível de sedação que o paciente necessita no momento.
Chamado de BIS (índice Bispectral), este equipamento possui um eletrodo que é colocado na testa do paciente até a região temporal, assim ele consegue medir o nível de consciência e indicar no monitor se o paciente necessita de mais sedativo, ou se a dose pode ser reduzida com segurança.

Imagem: Medtronic

 


O Médico Intensivista e responsável pela UTI, Rafael Olivé Leite, conta que este equipamento qualifica o cuidado do paciente, bem como permite a otimização do uso de sedativos, tão importante no cenário atual de pandemia.

O uso do BIS é comum em centro cirúrgicos, assim como o da Santa Casa, porém ainda é pouco difundido nas UTIs do país. Esta aquisição é de extrema importância para o hospital oferecer um tratamento de qualidade diferenciada aos seus pacientes, principalmente neste momento em que os casos de Covid-19 estão em alta no Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado.