Uma maior atenção ao parque tecnológico da Santa Casa

1024 768 Santa Casa de Misericórdia de Pelotas

 

Com o objetivo de garantir a segurança do paciente e sustentabilidade do hospital, o setor de Engenharia Clínica, antiga Eletromédica, está atuando de maneira massiva na Santa Casa.

Por conta do profissional de saúde não ter uma matéria específica de tecnologia em sua formação, é essencial que um hospital tenha um setor com profissionais capacitados para realizar a manutenção dos equipamentos, que são o segundo maior ativo do hospital, perdendo apenas para a estrutura física.

Contando com engenheiro e técnicos em eletrônica, a Engenharia Clínica realiza a manutenção preventiva, corretiva e preditiva de aparelhos, identifica qual o melhor equipamento e o menor valor para fornecer ao Financeiro do hospital, além de realizar a capacitação das equipes quanto ao uso de um novo equipamento.  

A tecnologia utilizada pelo setor vai muito além dos próprios equipamentos. Está disponível para os chefes dos setores da assistência médica o “Sistema de engenharia Clínica”, que ao invés de utilizar memorandos físicos solicitando a manutenção, o colaborador pode ler um QR code anexado ao equipamento e acessar a “ficha vida do equipamento”, na qual serão fornecidas na tela do smartphone todas as ocorrências do aparelho, a última manutenção preventiva, e poderá abrir um chamado para a equipe da Engenharia Clínica entrar em ação. Através desta ferramenta, o setor poderá coletar os dados dos equipamentos, tendo o tempo do equipamento parado, saber qual equipamento que mais apresenta problemas por mês e qual dia da semana.

“Quando tratamos de custo hospitalar, não é o custo do equipamento estragado, e sim do leito da UTI bloqueado, da sala cirúrgica parada.”

Henrique Sedrez, Engenheiro Clínico.

Para evitar que ocorram chamados com mais frequência, estão sendo realizadas capacitações com os profissionais em seus setores, que consiste em ensinar como utilizar o aparelho adequadamente, por conta de geralmente ser altamente sensível e tecnológico. Quando chegam novos aparelhos, os colaboradores da Engenharia Clínica participam diretamente na aquisição, caso necessário realizam o acompanhamento dentro do procedimento cirúrgico e monitora todo o clico de vida do equipamento, estando presente até o dia que o mesmo for descontinuado.  

Capacitação da equipe do Bloco Cirúrgico

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado.