Primeira etapa da intervenção na cobertura da Capela da Santa Casa é concluída

1024 768 Santa Casa de Misericórdia de Pelotas

 

Obra paliativa no telhado que cobre a nave central evita infiltrações sobre antigos estuques.

 

Foto: Flávia Kuhn

        A Capela Nossa Senhora Mãe dos Homens, da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas, bem tombado como patrimônio cultural brasileiro e precioso elemento da memória histórica e religiosa da cidade, passou recentemente por intervenção no telhado que cobre a sua nave central. A obra, concluída no dia 14 de outubro, interrompeu as infiltrações, preservando a estrutura, de forma paliativa, até a realização do restauro definitivo, via LIC/RS.

         O trabalho foi executado pela Edipel Construções, sob a responsabilidade técnica do arquiteto Ricardo Prates, contratado pela Santa Fé Produtora e Consultoria, obtendo liberação junto à Prefeitura Municipal de Pelotas e supervisionando os serviços realizados, via drone e visitas ao local. A próxima etapa prevê a manutenção dos mezaninos laterais da capela.

         A Capela da Santa Casa, como é conhecida, foi edificada pelos construtores italianos José Isella Merotte e Guilherme Marcucci entre os anos de 1877 e 1884, sendo inaugurada no dia 14 de julho de 1884. Muito trabalhou, para sua construção, o padre Nicolau de Gênova, exercendo o sacerdócio gratuitamente. No frontão da Capela pode-se observar o brasão imperial brasileiro e duas esculturas das alegorias barrocas da Fé e da Caridade.

         O tombamento do edifício da Santa Casa, incluindo sua Capela, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), no ano de 2018, viabilizou, por meio de projetos e Leis de Incentivo à Cultura, o acesso aos recursos públicos e privados para a preservação dos revestimentos da fachada e a cobertura dos telhados, entre outras ações. Ressalta-se a obrigatoriedade em atender a critérios internacionais para intervenções em patrimônio tombado, respeitando volumetria, os materiais utilizados e a originalidade de tudo o que for possível.

         A Provedoria da Santa Casa de Pelotas, frente às dificuldades para os reparos emergenciais, formalizou parceria com a Santa Fé Produtora e Consultoria. A produtora, valendo-se da Lei de Incentivo à Cultura Federal, encaminhou ao Ministério da Cidadania o projeto “Música para a Santa Casa” (Pronac 279003), incluindo a realização de 8 apresentações artísticas gratuitas de música instrumental e erudita, mediante captação de recursos em empresas tributadas pelo lucro real, com base no artigo 18 da respectiva Lei, com 100% de abatimento fiscal. Nesse projeto, viabilizam-se doações de recursos para restauros paliativos. São empresas parceiras a 3 Tentos Agroindustrial, Supermercados Guanabara, Engenho São Joaquim Indústria e Comércio Ltda e Biri Refrigerantes.

         A diretora da Santa Fé Produtora e Consultoria, Josiele Castro, mostra-se satisfeita com os resultados já obtidos em tão curto espaço de tempo. “É fundamental, entretanto, a continuidade de requalificação desse espaço, pela significativa importância para a história da região e a preservação da cultura e da tradição religiosa, mantendo suas portas sempre abertas à comunidade e aos pacientes do hospital”, diz Josiele, referindo-se à interdição da capela no mês de fevereiro, o que faz com que as missas sejam realizadas, de forma alternativa, no corredor do hospital.

         Diante de outros problemas estruturais na Capela, como a necessidade de troca de telhado e madeiramento (ripas ainda amarradas com lascas de coqueiros), a antiga fiação elétrica (fios recobertos com tecido), a grande incidência de cupins, vegetação nas cúpulas (presença de figueiras) e prejuízos nos estuques e pisos, foi encaminhado o novo projeto “Restauro das Cúpulas, Telhado e Elétrica da Capela da Santa Casa de Pelotas”, de autoria e responsabilidade da Santa Fé, para a Secretaria de Cultura do Estado. O projeto arquitetônico, assinado pelo arquiteto Ricardo Prates, está em trâmite na respectiva Lei.

Equipe Santa Casa e Santa Fé

Sobre a LIC/RS
É um mecanismo de fomento indireto que oferece benefício fiscal para empresas que patrocinem projetos culturais aprovados. O projeto de restauro, revitalização e requalificação da Capela Nossa Senhora Mãe dos Homens, mediante aprovação pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC) do Estado, entrará na fase de captação de recursos. Empresas interessadas em colaborar com a iniciativa devem entrar em contato com a Santa Fé Produtora e Consultoria pelo fone (53) 98122-5142.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Santa Fé Produtora e Consultoria

1 comentário
  • Flávia Homrich Kuhn
    RESPONDER

    Olá! Parabéns para a Santa Casa e a Santa Fé Produtora e Consultoria pela excelente iniciativa em preservar um patrimônio tão importante para a cidade de Pelotas!

    Cumprimento também o Setor de Comunicação por disponibilizar este canal de informação. 😉

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado.